Lugares importantes

AVENIDA BRASIL



Antiga via de ligação entre a Foz do Douro e Bouças (Matosinhos). Em 1775 era designada de Carreiro d’ Ipia, Carreiro Mau, Molhe de Carreiros, ou apenas Carreiros. Com a abertura da estrada, em 1864, foram edificados os primeiros chalés e casas. O paredão do Molhe foi projectado em 1838, construído em 1869, prolongado em 1882 e gradeado em 1884. Durante a década de 1920, foram erguidas a Pérgola e a Balaustrada, e em 1929 / 30 a zona do Molhe foi electrificada.



AVENIDA DOS ALIADOS



JARDIM DA CORDOARIA




Aqui, na altura em que existia a pena de morte, os condenados a esta, eram executados na "Árvore da Forca".  Depois desta lei ter terminado, a "Árvore da Forca" aqui se manteve como símbolo dessa altura, até um violento temporal a ter destruído.






PRAÇA DA ALEGRIA




PRAÇA ADELINO AMARO DA COSTA



PRAÇA DA BATALHA
Nome com origem na lenda que conta aqui se terá dado uma batalha entre os habitantes do Porto e as forças sarracenas de Almançor.



PRAÇA E CAIS DA RIBEIRA




É uma das primeiras praças de comércio da cidade. O primeiro documento conhecido é uma carta régia de 1389. Aqui aconteceu um grande incêndio em 1491. Reformulada no século XVIII por João de Almada e Melo.








PRAÇA DE CARLOS ALBERTO



Antiga Praça dos ferradores que aqui se concentravam. Tomou o actual nome em homenagem ao rei da Sardenha com este nome, que em 1849 veio exilado para o Porto e se alojou no palácio dos Viscondes de Balsemão, então já a funcionar como hospedaria.










PRAÇA DO CASTELO  DO QUEIJO



PRAÇA D. JOÃO I



PRAÇA GOMES TEIXEIRA



PRAÇA HUMBERTO DELGADO



PRAÇA DO IMPÉRIO



PRAÇA DO INFANTE D. HENRIQUE



PRAÇA DA LIBERDADE
A Praça da Liberdade teve como primeiro nome no século XV. Lugar de Paio de Novais. depois de 1682  Praça da Natividade, até 1711 Praça Nova das Hortas depois de 1711 Praça da Constituição (1820); Praça de D. Pedro IV (1833) e, ainda que por poucos dias, Praça da República até 13 de outubro de 1910 e finalmente Praça da Liberdade desde 27 de outubro de 1910.
Localizada no exterior das Muralhas Fernandinas entre a Porta de Carros e a de Santo Elói  foi propriedade do Cabido da Sé do Porto. Teve projectos de criação de uma praça pública em 1691 e em 1709. Em 1718 o Cabido da Sé cedeu os terrenos para abertura da praça.



PRAÇA DOS POVEIROS



PRAÇA FRANCISCO DE SÁ CARNEIRO



PRAÇA DA REPÚBLICA





Nos meados do século XVIII, João de Almada, determinou que no antigo Campo de Stº Ovídio, se abrisse uma praça. Pouco tempo depois, no lado Norte dessa praça foi construído o principal Quartel Militar da cidade. Aqui se juntaram as tropas liberais em 1820, e as republicanas em 31 de Janeiro de 1891. O actual nome foi instaurado em 1910. Foi depois ajardinada e embelezada com obras dos escultores Teixeira Lopes, Fernandes de Sá e Henrique Moreira.








MONUMENTOS A PESSOAS IMPORTANTES

Almeida Garrett
Arnaldo Gama



Pedreiro
Comercial Viajante



Garcia Horta
Cruzados



Francisco de Sá Carneiro
Afonso Costa



Ardina
Camilo Castelo Branco



Diamantino Gomes
José Moreira Silva



José Vitorino Damásio
Leonardo Coimbra



Pedro Nunes
Raul Brandão



Infante D. Henrique
Mortos Guerra 1914 / 18



Estações do Ano
Jardins do Palácio de Cristal